Relatório Mudamos: Reforma Política

categorias

{{ its_tabs[single_menu_active] }}

tema

Em junho de 2013, o Brasil vivenciou manifestações que marcaram profundamente nossa maneira de pensar política. Muitas pessoas foram às ruas para apresentar suas demandas, mas havia uma que se mostrou transversal a todas elas: o sentimento de que era necessária uma profunda Reforma Política no país. As grandes manifestações de rua arrefeceram, mas a pressão sobre as instituições continuou. A presidente da república à época, Dilma Rousseff, foi impelida a apresentar uma resposta, por isso, encarregou-se de pressionar o Congresso na busca de uma solução.

Finalmente, em 2015, o Congresso apresentou uma proposta de Reforma Política, mas o que se percebeu é que a maioria das mudanças sugeridas vieram para proteger interesses corporativos da classe política enquanto quase nada se falava sobre a construção de um sistema político no Brasil mais justo, que privilegiasse menos o poder econômico e que favorecesse a aproximação entre representantes e representados. Ouviu-se pouco a voz das ruas. Um diagnóstico possível para isso é que a pressão popular não conseguiu ganhar força porque o debate popular produziu poucas informações de grande impacto, especialmente por ser baseado em argumentos que não se sustentavam em boas fontes de informação.

Observando esse cenário, o ITS Rio, com o apoio da Open Society Foundation, do Instituto Arapyaú e do Instituto de Estudos Sociais e Políticos da UERJ (IESP), lançou a plataformabrasil.org.br, um espaço de debates online que teve como primeiro objetivo auxiliar a construção de uma nova reforma política, dessa vez privilegiando o debate informado, multissetorial e sustentado por instrumentos de transparência e equidade participativa. Entre maio a agosto de 2015, a equipe da plataforma perguntou a milhares de brasileiros: “Qual Reforma Política você quer construir?”. Neste período, foram recebidas mais de 30 mil contribuições de usuários que priorizaram temas e depois propuseram soluções para cinco perguntas fundamentais para o futuro deste tema no Brasil.

O debate foi compilado em um relatório que apontou importantes caminhos para construirmos um sistema político mais democrático, aberto e participativo. Os temas debatidos foram:

– Decisões políticas transparentes

Financiamento de campanhas eleitorais

– Ampliação dos espaços de consulta à sociedade

– Fiscalização e transparência das doações para campanhas eleitorais

– Participação cidadã na Internet

 

Baixe o relatório e confira o resultado.