Classificação indicativa

Canais abertos devem ser obrigados a proteger horários específicos com programação de classificação livre?

área de pesquisa

categorias

{{ its_tabs[single_menu_active] }}

tema

O ITS Rio desenvolveu extensa pesquisa sobre os desafios regionais do processo de classificação indicativa no Brasil. Com base no estudo da programação televisiva aberta dos últimos cinco anos no país (2010 – 2014), em cada região nacional, o ITS Rio fortaleceu o conhecimento para tomada de decisão em favor da manutenção das faixas horárias protegidas na TV aberta, reforçando a proteção do direito de crianças e adolescentes no país.

A seleção para esta pesquisa foi realizada a partir de edital da UNESCO, em parceria com a Secretaria Nacional de Justiça.