Poder Computacional: Automação no uso do WhatsApp nas Eleições

categorias

{{ its_tabs[single_menu_active] }}

tema

As Eleições Presidenciais de 2018 têm suscitado grande preocupação da mídia, academia e sociedade civil brasileira com relação ao uso estratégico de campanha política nas redes sociais, principalmente no que tange o aplicativo de mensagens WhatsApp. Nesse sentido, essa pesquisa investiga os primeiros elementos que demonstram o grau de coordenação entre grupos de WhatsApp e identificar padrões de comportamento de usuários disseminadores de conteúdo. Para isso, monitoramos 110 grupos políticos abertos no WhatsApp durante o período de uma semana, e analisamos as listas de membros e mensagens para responder a três perguntas: 1) se há indícios de ação automatizada no envio de mensagens; 2) se há  indícios de distribuição de informação coordenada entre os grupos de WhatsApp; e 3) qual grau de conexão entre os participantes e administradores dos grupos políticos na plataforma. A nossa pesquisa concluiu que existem fortes indícios de ação automatizada em múltiplos grupos de WhatsApp e que há um alto grau de interconexão, registrado pelo número elevado de administradores e membros que os grupos compartilham entre si.

FAÇA O DOWNLOAD DO ESTUDO COMPLETO.

autores

{{ pessoas.pessoaActive.title }}

×